Estadias Tranquilas

Quarto do Mês

Quarto do mês - Agosto - Murta

O quarto mais espaçoso da Casa do Monte, e por isso indicado para famílias com 1 ou 2 filhos.

A murta é um arbusto de folhas verde-escuras brilhantes, flores brancas e bagas azul-escuro intenso. Pertence à família botânica dos eucaliptos, com os quais partilha o aroma das folhas e as flores com numerosos estames. A sua floração é tardia, próxima do início do verão. É muito pouco frequente em Noudar e só ocorre em alguns locais junto ao rio Ardila e à ribeira de Múrtega, procurando a frescura da ecologia beira-rio.

Quarto do Mês - Julho - Poupa

A Poupa é um dos nossos quatros familiares da Casa da Malta, que com os Campos de Férias se enche de alegria no mês de julho.

A Poupa é uma das aves mais comum em Noudar, de fácil observação e inconfundível com o seu dorso malhado com riscas pretas e brancas, e a sua poupa laranja com pontas das penas pretas, que pode formar uma crista ou estar completamente recolhida, projetada para trás. Bico comprido e recurvado para baixo. Canto muito característico, um "up-up-up”, repetitivo. Alimenta-se geralmente no solo, de invertebrados, incluindo larvas, algumas das quais específicas de excrementos de gado. O odor desagradável do seu ninho deve-se a uma excreção da glândula uropigial que contem bactérias simbiontes que mantêm a salubridade do ninho.

Quarto do Mês - junho - Rosmaninho
Rosmaninho é o nome comum para referir algumas espécies muito aromáticas do género Lavandula. As suas flores são pequenas e estão reunidas numa espiga no ápice da qual sobressaem brácteas coloridas, que se assemelham a um penacho, e que têm como função a atração de polinizadores. As espécies existentes em Noudar são a Lavandula stoechas e a L. pedunculata (menos frequente), e que diferem no tamanho do pedúnculo da inflorescência. Esta planta que, normalmente ocorre lado a lado com a Esteva, enche de cor roxa e aroma os caminhos de Noudar, no início da primavera, prolongando-se até ao verão. O seu período de floração tem vindo a alterar-se: este ano, nos dias mais quentes de inverno já se viam alguns rosmaninhos destemidos, e entretanto, já há algum tempo que secou pelos campos. Mas em Noudar temos sempre o nosso Rosmaninho: um dos dois quartos twins da Casa do Monte, com vista para este extenso montado de azinho, que nos rodeia.

Quarto do mês - maio - Abelharuco
Abelharuco, arco-íris de asas que enche de cor o céu de Noudar e dá nome à camarata de 4 pessoas da Casa da Malta. De garganta amarela, peito e ventre azulados, máscara e colar pretos e dorso vermelho. As suas vocalizações muito características, suaves e repetidas, já se começaram a ouvir em Noudar desde Abril, altura em que esta espécie gregária e estival chega a Portugal, vinda de África. Constrói ninhos em túneis escavados em barreiras de terra ou no solo. E como o nome sugere, alimenta-se de principalmente de abelhas, capturando-os em voo, frequentemente bastante alto. É comum estarem pousados ao fim do dia nas cercas pelo caminho de Noudar para Barrancos.
Quarto do Mês - abril - Esteva
Onde hoje é o quarto Esteva, na Casa do Monte, foi em tempos o espaço de oração da antiga proprietária, Dona Dorinha.
A Esteva é um arbusto com flores de 5 pétalas brancas que têm uma mancha púrpura, fazendo lembrar uma gota de sangue, sendo por isso conhecida em alguns locais por "Chagas de Cristo”. E, por isso a escolhemos para este mês, em que se celebrou a Páscoa, sendo também o seu período auge de floração. Tal como as outras espécies do género Cistus, as flores duram a apenas um dia e as pétalas caem com facilidade durante a tarde. O seu epíteto específico "ladanifer” refere-se ao ládano das folhas, um tipo de resina muito aromático, cuja fragância se faz sentir por todo o Parque de Natureza de Noudar.

Quarto do Mês - março - Roselha
A Primavera chega hoje e os campos já vão ganhando a sua cor, até já se podem ver roselhas em flor no caminho de Noudar. ????
Esta flor dá nome ao quarto da Casa do Monte, que está entre os favoritos dos nossos hóspedes, isto porque tem uma janela de acesso privilegiado para a varanda de onde se avista a eira, o montado e o Castelo de Noudar... Quem fica neste quarto costuma ter a Fiúza à janela, a aguardar por uma caminhada ou simplesmente por companhia...
Do género da esteva (Cistus), é um arbusto de flores rosa, com pétalas enrugadas, amachucadas. A Roselha grande, mais frequente em Noudar, tem umas folhas macias ao toque, enquanto a Roselha, pouco abundante, tem folhas de margem ondulada e crespa.
Quarto do Mês- fevereiro - Melro-azul
O Melro-azul é a ave que dá nome a este quarto duplo da Casa da Malta.
Semelhante ao melro, mas mais pequeno e esguio, com cauda mais curta e bico mais comprido. A coloração geral da plumagem dos machos é azul-escura com reflexos metalizados, e as fêmeas são acastanhadas e malhadas nas partes inferiores.
É uma espécie residente, que ocorre em serras, vales de rios e arribas, e nidifica em substratos rochosos. Há registos da sua presença junto ao Castelo de Noudar e também nas proximidades da ponte da Pipa, a caminho do Parque de Natureza de Noudar.
Quarto do Mês - janeiro - Andorinha

Nome de um dos quartos de casal da Casa da Malta, com vista para a antiga Casa do Guarda - é uma ave com corpo fusiforme e asas relativamente longas e pontiagudas, caraterísticas desenvolvidas para conseguir caçar insetos no ar.
A andorinha-das-chaminés, chegou a Noudar no final de janeiro e já anda a reunir palhas e lama para construir os seus ninhos, em forma de taça aberta, junto à esplanada do nosso restaurante. Aqui também podemos encontrar a andorinha-das-rochas, uma espécie residente, que usa esta área fora da época reprodutora como dormitório, e é facilmente distinguível pelo seu tom castanho-acinzentado.